História Fernandinho Cruel | CruelFight




Fernando Luis Pinto dos Santos Junior, mais conhecido como Fernando "Cruel", lutador profissional de Boxe, professor e empresário, nasceu em São Paulo, capital, 26 de setembro de 1985.


Começou a praticar artes marciais em 1999, com apenas 13 anos de idade. Muito fã do lutador carioca, Marco Ruas, assistia todas as suas lutas no UFC - Ultimate Fighting Championship. Nessa mesma época, através de um amigo conheceu a academia "Combat Sport", uma das pioneiras da arte marcial tailandesa no Brasil. Lá, foi apresentado ao mestre Moisés “Gibi”, 5 vezes campeão mundial, atual líder da equipe Gibi Thai e a frente da Gibi Academia – na qual “Fernandinho” (como é conhecido por lá) é membro até hoje. 


Gibi deixou a Associação “Combat Sport” e, em 2000, abriu sua própria academia, localizada no bairro da Bela Vista, formando a equipe Gibi Competition Sports. De casa nova, “Cruel”, com 16 anos de idade, realizou a primeira luta da carreira, conquistando a vitória por pontos na 1st Copa Gibi Competition, em 2002. “O nome da equipe antigamente era Gibi Competition Sports. Gibi Thai veio anos depois e assim também a mudança do nome dos eventos realizados por ele para Copa Gibi Thai”, explica.


Após 4 anos de idas e vindas, que Fernando atribui a uma fase da adolescência que ele se via descompromissado com a carreira, em 2006, retomou seu treinamento. Os anos seguintes foram de muita dedicação com boas atuações em competições de Muay Thai amador. Até que, em 2009, precisou se afastar da equipe e da rotina de treinamento com o nascimento da filha Valentina.


Com a determinação de voltar aos ringues, retorna aos treinos no ano seguinte e, em 2011, soma mais lutas com resultados positivos ao seu cartel. Esse ano, ainda ficou marcado como o início de sua graduação em Educação Física pela UNINOVE. 


Focado, em 2012, manteve o ritmo realizando novas lutas, porém, fraturou a tíbia na ocasião. Com o trauma e a dura fase de recuperação, direcionou o foco para os estudos. Durante um curso livre, em 2013, conheceu o “Treinamento Físico Integrado”, onde realizou sua capacitação em treinamento funcional e sua preparação física como atleta por vários anos. A conclusão do curso de Educação Física veio em 2014, ano em que abriu o seu próprio estúdio de personal trainer, a empresa "Pulsátil Treinamento Físico", e obteve o grau preto em Muay Thai pela equipe Gibi Thai.


Visando aprimorar a parte de punhos, Fernando procurou um professor de boxe e foi apresentado ao Jackson Nunes, que acabou o convencendo a realizar sua estreia no boxe profissional, em 2016, aos 30 anos de idade. Aos poucos foi se apegando cada vez mais ao esporte e como consequência disso veio a conquista do título de Campeão Brasileiro, em 2017. 


No cartel de boxe já soma sete lutas, sendo cinco vitórias por K.O., um empate e uma derrota. Mas, antes de sua dedicação vir a ser totalmente voltada ao boxe, Fernando ainda teve uma passagem pelo Kick Boxing. “Em 2017, voltei a competir com chutes e conciliei o boxe profissional ao Kick Boxing amador. Conquistei a faixa preta na modalidade e fui terceiro colocado no Paulista de Kick Boxing e vice-campeão brasileiro, pela Confederação Brasileira de Kick Boxing”, comenta. 


No ano seguinte, veio a atenção exclusiva ao boxe com uma troca de treinador.  André Lopes - sócio da academia ThaiUnit, que já treinou grandes nomes do MMA e do boxe profissional – passou a tomar frente de seu treinamento técnico, o levando a realizar mais duas lutas no boxe profissional.


Vestindo a camisa de sua marca, atua agora como empresário, se dedicando a transformar a recém-lançada, Cruel Fight, em referência no cenário do boxe nacional, agenciando lutadores e promovendo eventos. Atualmente, cursa pós-graduação em “Lutas, Artes Marciais, Esportes de Combates e MMA” na USCS - Universidade São Caetano do Sul. E, como atleta, tem planos de realizar lutas internacionais ainda este ano.

Receba nossas Ofertas e Novidades